VIVO (11)

Hostel

Gostou? compartilhe!

Um Hostel é uma forma de hospedagem econômica, que abriga pessoas que gostam de viajar e conhecer costumes de diferentes países ou estados. Por volta de 50% do público que procuram por Hostels são pessoas de 21 a 35 anos e por isso o local também são conhecidos como albergues da juventude, os estabelecimentos possuem uma estrutura diferenciada beneficiando a estadia e o bolso do hóspede.

Qualquer pessoa pode se hospedar um albergue da juventude. Apenas algumas redes de hostels no mundo exigem a carteirinha de alberguista, mas aqui no Brasil isto não é necessário.

Estrutura dos Hostels

Os albergues da juventude podem ter a estrutura de pousada, hotel ou até de uma casa e as divisões entre os espaços é o que torna os hostels locais de estadia barata.

  • Recepção - é possível encontrar diferentes informações, tornando a viagem ainda mais interessante, como pontos turísticos, restaurantes, conveniências entre outros.
  • Área de lazer - reservado para que os hóspedes possam trocar informações sobre as viagens, conversar e ainda é possível aproveitar, piscinas, jogos, bares entre outros.
  • Cozinha comunitária - A maioria dos Hostels possuem esse tipo de cozinha para que os hóspedes possam de forma econômica, fazer suas próprias refeições.
  • Quarto comunitário e/ou privativo - Dotado de beliches e armários individuais para grandes grupos ou até mesmo pode possuir quartos privados para casais e famílias.
  • Banheiro - Podem estar em suítes (dentro do próprio quarto do hóspede) ou podem ser comunitários separados por sexos.

Os primeiros hostels no Brasil e no mundo

Os Hostels foram idealizados por Richard Schirmann, um professor alemão que em 26 de agosto de 1909 precisou se abrigar em uma escola com seus alunos após uma tempestade.

Após 1920 houve um grande crescimento numérico de Hostels em

países do Continente Europeu, como Suíça, Polônia, França e etc.

No Brasil os Hostels chegaram após os educadores cariocas Joaquim e Ione Trotta se basearem nos albergues da França, após uma visita ao país europeu em 1956.

O primeiro hostel brasileiro foi situado no bairro de Ramos no rio de Janeiro e foi nomeado de “Residência Ramos” que ficou aberto entre os períodos de 1965 à 1973. Na mesma época, atuavam dois Hostels em São Paulo, mas logo foram encerrados pelo Governo Militar que alegavam que os estabelecimentos reuniam jovens universitários.

Atualmente, o Brasil possui mais de 95 hostels credenciados pela FBAJ (Federação Brasileira de Albergues da Juventude) e é um dos quinze países que mais utiliza este tipo de hospedagem em todo o mundo além de se tornar líder na América Latina.

Por que se hospedar em hostels?

  • Colocação - geralmente os hostels ficam localizados próximos a pontos turísticos e fácil acesso aos transportes públicos, além de possuírem belas paisagens dependendo do local onde estejam situados como, por exemplo, no litoral, o hóspede pode ter uma bela vista para a praia.
  • Custos - Por oferecer cozinha, quartos e banheiros compartilhados os hostels são sempre a melhor opção para quem quer gastar pouco. Mesmo os hóspedes optando por quartos privados ou suítes, os preços, ainda assim acabam sendo mais baratos que um hotel. Além disso, é possível encontrar em alguns hostels serviços gratuitos como: Wi-fi, sala de bagagens, mesas de sinuca e música ao vivo.
  • Coletivo - Com os locais de lazer, os hostels possibilitam a integração social entre os viajantes. Os hóspedes procuram sempre fazer diferentes programas para tornar essa integração acessível á todos os interessados em adquirir novas relações interpessoais e conhecer diferentes culturas e costumes. Os cafés e os bares dos albergues, ajudam a positivar a socialização.
  • Funcionários - geralmente os funcionários dos albergues da juventude são os próprios viajantes ou pessoas residentes da comunidade que têm interesse em interagir com os turistas. Os colabores podem ter informações pontos turísticos da cidade, conhecimentos do local, principalmente quem questões relacionadas a baixos custos.
  • Suporte a comunidade local - Diferentemente dos Resorts, os donos soa albergues geralmente são nativos da própria região. Para eles, as experiência que adquirem com esses viajantes, torna-se uma nova concepção e torna a viagem mais agradável.
  • Chances de trabalhar e receber a acomodação grátis - É comum encontrar hóspedes que aceitam trabalhar em albergues e receber estadia e alimentação gratuita. Os trabalhos podem ser distribuição de folhetos, organização de passeios, serviço nos bares, na cozinha ou na limpeza dos albergues. Dessa forma, é possível aumentar o tempo e a quantidade das viagens, principalmente se a pessoa estiver interessada em economizar dinheiro. No entanto, é necessário pensar sobre essa troca e ver se ela realmente vale a pena.

A procura por Hotels

Desde 2013, ano que antecedeu a copa do mundo, a construção de novos Hostels aumentou em 159%. No ano seguinte, devido a organização do evento da Copa, 100% dos albergues construídos foram ocupados.

Atualmente, os turistas estrangeiros estão buscando formas alternativas de se hospedarem, e os hostels entram como a melhor opção para eles.

A Pensão e Hostel House Family fica no bairro Tatuapé na Zona Leste de São Paulo. Conheça o local!

Conheça mais sobre:

Hostel com Quarto Individual